CUIDADOS NECESSÁRIOS NA PRODUÇÃO DE ALFACE DURANTE O VERÃO.


  • 14/01/2121

Cuidados necessários na produção de alface durante o verão.




    O cultivo da alface no verão exige uma série de cuidados ao agricultor, pois o excesso de calor e as altas precipitações podem causar sérios prejuízos a qualidade do cultivo, reduzindo a rentabilidade da cultura.

    Nesta época de cultivo podem ocorrer diversas doenças foliares fúngicas e bacterianas tais como a Mancha de cercospora (Cercospora longíssima), Septoriose (Septoria Lactucae), mancha bacteriana (Xanthomonas axonopodis pv. vitians) Pseudomonas, Murcha-de-fusario (Fusanum oxysporum f. sp. lactucae) e Rizoctoniose ou queima-da-saia (Rhizoctonia solani); viroses como o Mosaico (LMV) e Vira-cabeça(TSWV); Nematoide-das-galhas (Meloidogyne spp.), além de distúrbios fisiológicos como queima de bordas, pendoamento precoce, entre outros.

    De modo a reduzir o impacto de adversidades climáticas na cultura, a primeira medida tomada pelo o agricultor deve ser a aquisição de sementes de cultivares mais tolerantes. A tolerância a altas temperaturas é importante, pois essa condição pode antecipar o florescimento da alface e causar a produção de látex nas folhas, o que deixa a planta com um sabor amargo, indesejado pelos consumidores. Além disso, novas cultivares disponibilizadas no mercado tem apresentado resistência às principais doenças da cultura, característica relevante, tendo em vista que a principal dificuldade que os produtores rurais enfrentam no cultivo de alface é o controle de doenças.

    Além disso, o agricultor deve:

  • Plantar mudas de boa qualidade;
  • Evitar o plantio em áreas com histórico de doenças;
  • Eliminar restos culturais, principalmente plantas doentes e folhas atacadas;
  • Plantar em solos bem drenados e se possível adotar canteiros altos, para evitar encharcar a base das plantas;
  • Adubar com base em análise de solo, evitando principalmente excesso de nitrogênio;
  • Plantar em espaçamento maior, para permitir melhor ventilação entre as plantas;
  • Eliminar plantas hospedeiras de patógenos e vetores;
  • Evitar ferimentos nas plantas durante o manuseio e controlar os insetos que danificam as folhas;
  • Utilizar defensivos registrados para a cultura;
  • Fazer rotação de culturas por pelo menos três anos, de preferência com gramíneas, para reduzir a população do patógenos no solo.

    A Araguaia possui um amplo portfólio de sementes de alfaces desenvolvidas para diferentes tipos de clima e adaptadas às necessidades de cada período de plantio.

Autor: Miquéias de Oliveira Assis - Eng. Agrônomo | Dr. em Fitotecnia.

Receba novidades no seu e-mail

Seu nome:
Seu Email:
Mensagem: